Menu e Galeria de Posts Recentes

Image Map

sábado, 28 de fevereiro de 2015

RESENHA: BELO DESASTRE - JAMIE MCGUIRE #1 Trilogia Belo Desastre


Sinopse: Abby Abernathy é uma boa garota que não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. 

Depois de adiar mil vezes esta leitura, finalmente resolvi ler essa trilogia que todo mundo fala. Apesar de ser aquele clichê de a-mocinha-que-se-apaixona-pelo-bad-boy o livro tem inúmeras reviravoltas que você não cansa em nenhum momento!

Para mim a Abby é uma personagem de personalidade extremamente forte e de atitude, que não faz corpo mole e dá a cara a tapa, ao contrário dessa mocinha frágil pré-estabelecida na sinopse e a mosca morta que muitas pessoas resenham. Agora vamos ao Travis "Cachorro Louco" Maddox, o clássico bad boy, por quem todas as garotas são loucas de amor e fazem de tudo para conquistá-lo. Porém, como é de se esperar, com Abby é diferente. E o motivo? Ela demonstra não se importar com ele, batendo de frente e implicando com ele. Os dois mantém uma relação de gato e rato, sendo atraídos por suas adversidades. Apesar da repulsa de Abby, os dois passam a se conhecer melhor e logo não se desgrudam mais, nutrindo uma amizade que passa a ser comentada e observada por toda faculdade.

As coisas mudam quando Abby perde uma aposta proposta por Travis, tendo que ficar no seu apartamento por um mês. 
E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura. E é a partir daí que tudo fica mais intenso; a amizade, o amor, as brigas, o ciúmes. Vamos conhecendo melhor o Travis e isso assustou muitas pessoas por seu comportamento explosivo e agressivo em certas situações, ficando louco de amor e um pouco obsessivo. E essa mistura de gênio forte do dois é o que torna a história tão envolvente pois Abby e Travis são repletos de imperfeições e vivem cometendo erros, o que mostra o quão humanos os personagens são, passando longe do estereótipo de mocinhos e casal perfeito. Os dois passam por várias crises, vivendo num vai e vem de brigas e reconciliações, amor e ódio.


No meio disso ainda temos América e Sheppley, um casal amigo que está sempre tentando ajudar (ou não) Abby e Travis. Gostei muito da história deles e a importância dos dois para o desenvolvimento. Todos os personagens são muito bem construídos e cativantes.


O livro transmite a loucura que é viver e amar. Mostra que todo relacionamento tem crises e que ninguém é perfeito.