Menu e Galeria de Posts Recentes

Image Map

sábado, 4 de outubro de 2014

RESENHA: AS VANTAGENS DE SER INVISÍVEL - STEPHEN CHBOSKY



Sinopse: Cartas mais íntimas que um diário, estranhamente únicas, hilárias e devastadoras - são apenas através delas que Charlie compartilha todo o seu mundinho com o leitor. Enveredando pelo universo dos primeiros encontros, dramas familiares, novos amigos, sexo, drogas e daquela música perfeita que nos faz sentir infinito, o roteirista Stephen Chbosky lança luz sobre o amadurecimento no ambiente da escola, um local por vezes opressor e sinônimo de ameaça. Uma leitura que deixa visível os problemas e crises próprios da juventude.


As vantagens de ser invisível conta a história do fofo Charlie que tem 15 anos e acaba de iniciar o ensino médio. Não tem como não gostar dele, sério. Ele é tão simples, comovente, inteligente e carismático.
O livro é contado através de cartas que o personagem escreve a um amigo. Não fica claro quem é o remetente e nem se ele é real, mas podemos entender que é como se o Charlie tivesse escrevendo para nós leitores.




Coisas ruins aconteceram com o Charlie e ele acaba se culpando por elas terem acontecido, o que o faz viver em uma constante luta interior.
Ele entra no ensino médio enquanto se recupera de uma depressão, que lhe rendeu tendências suicidas, e da perda de seu único amigo. No colégio, ele acaba recebendo ajuda de dois veteranos, Patrick e Sam, que o recebem em seu mundinho à parte dos populares da escola. Assim, se inicia uma grande e divertida amizade, e é através deles que Charlie passa a viver mais experiências e a sentir que pertence a algum lugar. 


As cartas de Charlie impressionam pela suavidade e naturalidade com que trabalham com temas tão polêmicos com os quais os adolescentes lidam diariamente, como drogas, homossexualidade, aborto, suicídio, sexo, etc. Por meio delas, ele expressa aquilo que pensa e sente das situações que vai vivenciando. Charlie está descobrindo o mundo.
É obvio desde o começo que existe algo errado com ele e o motivo fica bem claro no final.
Este livro e faz referências a outros como Hamlet, O Sol Nasce Para Todos, etc, e há também uma série de musicas que são citadas ao longo do livro.


O livro foi adaptado para o cinema e o próprio autor (Stephen) foi quem dirigiu o filme, e conta com a atuação de Logan Lerman como Charlie, Emma Watson como Sam e Ezra Miller como Patrick.





Vale MUITO a pena ler o livro, de verdade. Creio que todo adolescente deveria lê-lo!

Trailer do filme: