Menu e Galeria de Posts Recentes

Image Map

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Review DA VINCI'S DEMONS


Quando vi Da Vinci’s Demons só sabia o nome, que por si só já é uma baita informação. Embora modernizações de histórias sejam possíveis, tais como Sherlock, não conseguiria imaginar uma série sobre Da Vinci nos dias atuais, sem contar que o ator interprete de Leonardo Da Vinci era gato. Então resolvi dar uma chance á série, porém não quis pesquisar mais sobre ela.


Mas sim, a série é sobre um dos maiores artistas da história, uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento, Leonardo Da Vinci tem imensa curiosidade por várias áreas do conhecimento e muitos trabalhos sobre a natureza, botânica e medicina além da pintura e se destacou como cientistamatemáticoengenheiroinventoranatomistapintorescultorarquitetobotânicopoeta e músico.


Da Vinci’s Demons é uma série de ficção e conta a história não contada de Da Vinci, o verdadeiro era muito reservado, pouco se sabe sobre sua vida particular e seus amigos, e foi alvo de especulações, inclusive de Freud. Estão muito presente na série cenas de sexo óbvias, muita nudez e alguns palavrões para conquistar o público. A cada duas frases que uma personagem falava, a palavra "fuck" esta presente, mas isso não faz da série chula nem nada do tipo. Mostra a relação da igreja com o sexo, (você vai ver que a sodomia - na época da Inquisição Romana, a relação homossexual era referida como "sodomia", "pecado nefando" - era cometida pelo próprio Papa), com o poder e controle da região, com o controle do conhecimento. Também vão mostrar os conflitos entre regiões da Itália, e vão colocar Da Vinci bem no meio disso tudo, já que em vida ele transitou entre Florença e Milão, servindo tanto aos Medici quanto ao Ludovico Sforza.



Nesta ficção, a vida de Leonardo é preenchida com algumas pessoas, amigos como Zoroaster (Gregg Chillin) e o aprendiz Nico (Eros Vlahos) que vivem várias aventuras ao lado o personagem principal, e Vanessa (Hera Hilmar) que teve um breve relacionamento com Leonardo, e ainda se mantêm amigos. 




A garota acaba tendo um envolvimento com Giuliano Medici (Tom Bateman), o irmão mais novo de Lorenzo Medici ().





Lorenzo é casado com Clarice Orsini (e mantém um caso adivinha com quem? Os Medici governam a Florença de uma forma alegre e conservadora. 








Na série temos também a bela Lucrezia Donati (Laura Haddock), que provavelmente será um grande problema para Da Vinci (como apresentado no final do Pilot) além de "sua" 'peguete'.


Achei bem divertido a cena em que Leonardo pede á Nico entregar um rascunho do retrato de Lucrezia durante um passeio dela, acaba sendo um pouco romântico, e você acaba torcendo para que eles se envolvam logo. 



O que acontece logo mesmo, após uma festa de Carnaval hahahaha 


  





A história também apresenta mistérios na trama, como sociedades secretas, que entram na nossa mente sobre Da Vinci. O personagem Al-Rahim, conhecido como "O Turco" () é como um guia de Leonardo. Ele que sempre aparece em meio ás alucinações do personagem e o coloca em transe, não me conquistou.




Se não temos tanto aprofundamento na história, pois cada detalhe que mostraram ficou um pouco superficial, a série me ganhou com efeitos especiais, com o cenário e com o mistério. É realmente muito interessante como a produção de Da Vinci’s Demons conseguiu retratar uma cidade renascentista, mesmo não podendo gravar na Florença verdadeira, assim a locação acabou sendo em Swansea, Wales
A cena em que Leonardo solta os pássaros para desenhá-los me ganhou, além de ser verídico de Da Vinci. Achei os efeitos especiais lindos e um tanto quanto romântico! 


Os efeitos especiais, principalmente do vôo do pássaro (Comlombina, isso?), culminando no show pirotécnico foi muito bem feito. E a sequencia onde ele observa o voo dos pássaros e sobrepondo na tela rascunho das obras também foi muito legal!


Outro ponto positivo é que a série está usando os rascunhos e desenhos que realmente foram atribuídos à Da Vinci.


O que mais me deixou encucada, primeiramente, foi o fato de coloca-lo como um pegador-garanhão-womanizer, até porque praticamente todos os relatos históricos apontam para o fato dele ter sido, no mínimo, bissexual. Mas isso seja explorado mais a frente. Até porque o ponto homossexualidade apareceu no pilot em pelo menos dois momentos, então não parece ser o problema. Se o Leonardo era gay (ou bi) não é importante. Mas sim seu lado artístico e de engenharia que desenham o escopo da serie.
Segundo ponto, a roupa do Leonardo me lembrou MUITO a roupa do Captain Hook (*_*) de Once Upon a Time (<3) embora eu tenha gostado desta semelhança porque sou Oncer, não faz sentido Leonardo Da Vinci ser um pouco descolado e playboy ou pirata. Mas você se acostuma com isso, e não parece ser o problema


~Captain Hook
~Leonardo
 A série tem um grande potencial para ser um sucesso, a emissora já até renovou Da Vinci’s Demons para a 3° temporada (e eu vou começar se 2° hehe) Achei a ideia do roteiro muito bacana, e misticismo consegue ser muito bem explorado em series de época. 


Se souberem dosar os efeitos especiais, os mistérios da vida de Leonardo, os conflitos da igreja e a vida cotidiana de Florença, podemos ter uma grande série.